Vídeos online são uma boa opção de publicidade digital

Seu negócio já pensou em usar vídeos online como forma de publicidade? Te explicamos os motivos que fazem dessa ferramenta uma ótima opção.

30/11/2018 às 10:35

Você tem um pequeno negócio e conta com uma verba limitada para a divulgação de seus produtos? Produzir vídeos online pode ser uma boa forma de tornar a sua empresa mais conhecida, explicando o diferencial e, de quebra, aumentando o engajamento dos consumidores com a marca.

Miguel Luz, sócio fundador da produtora MPQuatro, explica que os vídeos online servem para qualquer tipo de negócio, especialmente para os casos em que é preciso explicar o funcionamento de algum produto ou serviço.

Ele cita o exemplo do Dropbox, serviço de armazenamento de dados em nuvem. “Em todas as reuniões que eles tentaram explicar o negócio, ninguém entendeu. Então, fizeram um vídeo e todo mundo entendeu”, diz. “Porque é uma linguagem muito simples e fácil de compreender”, justifica.

Luz afirma que uma das vantagens de utilizar vídeos online como forma divulgação é a credibilidade que uma produção audiovisual traz. “Se o mercadinho da esquina está fazendo um vídeo, então quer dizer que os caras são bons. É uma percepção do público”, explica

Tenha um objetivo para o vídeo online

Luz ressalta que é essencial ter um objetivo para o vídeo online antes de começar a produzi-lo. “Eu estou fazendo esse vídeo por quê? Para divulgar a minha loja que está abrindo ou estou querendo produzir um conteúdo?”, questiona.

Já pensou em fazer vídeos online para sua empresa?

Produzir um vídeo é uma ótima opção para explicar o funcionamento de um novo serviço.

Mesmo que você não tenha um objetivo claro, é mais fácil ser orientado por uma agência ou produtora se possuir alguma ideia inicial. “A principal dica que eu daria é pensar um objetivo além da divulgação”, recomenda. “Por exemplo: qual é o diferencial do mercadinho da esquina? Tem pães feitos a cada três horas. É mais fácil o consumidor saber disso ao ver o vídeo do que ler um flyer ou um banner que podem dizer a mesma coisa”, explica.

Internet não é TV

Um erro comum, de acordo com Luz, é querer adaptar um conteúdo produzido para a televisão para o meio online. “A internet tem outra lógica. Enquanto a propaganda tem 30 segundos, tem que divulgar e chamar a atenção, o cara consegue fazer um vídeo online de três minutos, colocar mais conteúdo, trazer a marca mais próxima do consumidor dele e de uma forma mais assertiva”, garante. “Principalmente, não tem que fazer uma produção gigantesca que nem na TV”, conclui.

Quando custa um vídeo online

Luz explica que um proprietário de um pequeno negócio pode começar a produzir vídeos online até de forma amadora. “Se ele for fazer com a gente, vai ficar muito melhor. Mas um vídeo não é algo tão difícil de ser imaginado se a empresa tem um objetivo bacana”, afirma. “Depois, o empresário pode pensar ‘quero investir porque acho que está dando certo’”.

Por fim, o especialista revela que o custo de produção dos vídeos online depende muito do objetivo, mas uma produção simples pode sair por R$ 3 mil. Se o objetivo for fazer um pacote, é possível baratear os custos. Luz ressalta que é importante ter uma produção contínua, não ter apenas um vídeo “perdido”. “É bom ter um vídeo, mas é melhor ter vários”, opina.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
ConsumidorTendênciasvendas
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio