Pitch de negócios: saiba o que é e como fazer um para impactar

Veja agora o que é um pitch, quais são os modelos mais utilizados e como montar uma apresentação para obter sucesso total nos negócios.

11/11/2019 às 9:00

Neste artigo você saberá o que é um pitch de negócio e quais são os tipos mais eficientes. Além disso, verá também como criar um bom modelo e em quais situação é adequado fazê-lo para impactar parceiros e clientes.

Uma palavra que está em alta quando se trata de empreendedorismo é o pitch de negócios. É uma apresentação bastante concisa, porém com todas as informações necessárias, sobre determinado assunto, produto, solução ou necessidade. É sua “carta na manga” para vender ou encantar.

Geralmente, pitch é bem curto e é apresentado para investidores, parceiros e sócios, entre outros. Note que são pessoas que podem efetivamente decidir algo a favor (ou não da empresa). Por isso, o discurso deve ser bastante convincente.

Pitch: mulher fazendo uma apresentação.
Um pitch deve ser estruturado com bastante atenção para alcançar os objetivos desejados.

Não há uma duração pré-estabelecida. No entanto, a média mais comum no mercado varia de três a cinco minutos. Mas há quem faça apresentações de até 20 minutos. Por isso, é importante verificar a disponibilidade de tempo da pessoa que irá assistir.

Elevator pitch

É um dos tipos mais conhecidos (costuma durar menos de um minuto). E nasceu a partir de uma situação real. O empresário e escritor norte-americano Philip Crosby usou o elevador para “vender” as suas ideias ao CEO da empresa em que trabalhava. A estratégia deu certo. O tempo foi bem aproveitado. Ou seja, ganhou destaque na empresa e teve as suas sugestões acatadas.

Pitch: homem fazendo uma apresentação.
Para fazer um elevador pitch é necessário ser claro e objetivo.

Sendo assim, o elevador pitch trata-se de uma apresentação essencialmente rápida, na qual é preciso apresentar todos os conceitos de um jeito bastante enérgico. É bastante eficiente por impactar logo de cara.

One-sentence pitch

É um grande desafio. Isso porque, como o seu próprio nome já diz, é preciso definir a ideia ou a solução em uma ou duas frases. Ou seja, o profissional com poder decisor deve entender rapidamente do que se trata e ser impactado por aquele breve conteúdo.

Na frase, deve conter informações como o nome da empresa, o que ela desenvolve, quais soluções entrega, qual mercado atende e quais são os seus diferenciais.

Pitch deck

O diferencial do pitch deck é o fato de ser suportado por uma apresentação, em Power Point ou qualquer outro programa semelhante. Aqui, o objetivo é usar esse elemento como um recurso para atrair a atenção do público.

Ou seja, precisa ser algo criativo, que justifique a sua existência. Portanto, evite colocar muito texto ou ficar lendo as informações, o que pode deixar a apresentação desinteressante.

Como estruturar um pitch?

Já adiantamos aqui: é uma tarefa que exige dedicação. O primeiro passo é ter em mente o objetivo do seu pitch. Por exemplo, se é para fechar um negócio ou para vender uma solução. Isso faz toda a diferença na linguagem da apresentação.

Com o propósito bem definido, o próximo passo é estudar bem o público. Você deve saber para quem irá falar. Aliás, as características dos espectadores influenciam diretamente o seu conteúdo. Por isso, estude bastante antes de montar qualquer material.

Por exemplo, se são profissionais mais sérios, você dificilmente fará algum tipo de brincadeira no meio do pitch. No entanto, caso haja essa abertura, muitas vezes pode ser uma boa estratégia para chamar a atenção. Daí a importância de estudar os perfis.

Pitch: mulher gesticulando.
Estude bastante o público que irá escutar o seu pitch.

Além disso, ao analisar o público a fundo, você poderá detectar quais são as características mais relevantes para o negócio deles. E isso deve ser evidenciado na apresentação.

Vá direto ao ponto

Quando for começar a criar o conteúdo, lembre-se de ser objetivo(a). De nada adianta incluir muitas informações e, assim, deixar o seu pitch confuso. Coloque apenas aquilo que é relevante – e faça escalas de importância. Ou seja, as últimas da fila podem ficar de fora.

Não há espaço em um pitch para nenhum tipo de enrolação. Você deve eleger as informações mais importantes para determinada ocasião. Além da objetividade, a clareza é fundamental. Nada de complicações. A linguagem deve ser fluida e explicativa. Não pode gerar dúvidas.

jogo de dardos
Vá direto ao ponto: sem rodeios e com clareza.

As soluções e propostas que a sua empresa quer fazer devem estar especificadas nesta apresentação. Mas ressaltamos aqui novamente: não tente colocar todos os seus desejos em um único pitch. Por isso, definir o objetivo (lá no começo) é essencial.

Faça um pitch verdadeiro

Seja realista em relação à concorrência. Não adianta falar que você é o único a oferece aquela solução. Se isso não for verdade, alguém certamente irá questionar – e todo o esforço vai por água abaixo.

Você deve incluir a análise da concorrência e, para se destacar, mostrar porque fazer negócio com a sua empresa é a melhor solução. Ou seja, apresente os benefícios sempre.

Ser realista é essencial na questão da projeção financeira. Na maioria das vezes, investidores acabam por fazer negócio com alguém que tem alto potencial de crescimento. E você deve deixar isso bem claro na sua apresentação. Porém, de nada adianta mentir aqui.

Portanto, mostre apenas a verdade quando for tratar dos custos que serão necessários para o investimento e a projeção de faturamento para os próximos cinco anos.

Prepare-se!

Esteja preparado(a) para responder qualquer tipo de pergunta, pois os investidores irão fazê-las. Por isso, é essencial que você se prepare bem, saiba do que está falando e responda imediatamente assim que for questionado(a).

Estude bastante antes de apresentar. Isso fará toda a diferença no dia do pitch – e as chances de fechar negócio ficam maiores!

Mulher levantando a mão para questionar uma apresentação.
Prepare-se, pois você provavelmente será questionado(a).

E aí, gostou das dicas? Se você colocar todas elas em prática, certamente o seu pitch será atrativo e efetivo. Aliás, já que estamos falando em negócios que prosperam, aproveite para ler uma reportagem que fizemos recentemente sobre os segredos para criar uma startup de sucesso.

Além disso, veja também o que é empreendedorismo digital e quais são as oportunidades para você! No mais, agradecemos a leitura e contamos com você nas próximas matérias que aliam tecnologia ao sucesso do seu negócio!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
GestãoMarketingvendas
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio