Phishing: saiba o que é e como proteger o seu negócio

Entenda o que é phishing e veja como é possível proteger a sua empresa e instruir os seus consumidores a não terem dados roubados.

23/10/2019 às 9:00

Neste artigo sobre ataque phishing você vai ver:

  • O que é esse tipo de ataque.
  • O que um ataque phishing pode fazer contra o seu negócio.
  • De quais maneiras esse tipo de invasão pode prejudicar a sua empresa.
  • O que você pode fazer para se defender no dia a dia.

Em um mundo cada vez mais conectado, é fundamental saber o que é phishing. Trata-se de um tipo de ataque no qual o criminoso rouba as informações dos das pessoas – clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores, por exemplo.

Ou seja, é uma estratégia elaborada para conseguir “pescar” dados importantes, como nome, data de nascimento, códigos de acesso, número de cartão de crédito, entre outras informações.

Phishing: homem trabalhando no computador.
O seu cliente, fornecedor, parceiro ou colaborador pode ser atingido pelo phishing. Por isso é importante se precaver.

Para fazer tal roubo, os invasores analisam o comportamento dos clientes. E, assim, escolhem alguns alvos. É um trabalho mais de análise do que tecnológico.

A partir disso, os criminosos traçam estratégias para captar os dados que desejam. Uma das mais usadas, inclusive, é o envio de e-mails marketing falsos. Ou seja, eles mandam a mensagem se fazendo passar pela instituição ou empresa em questão.

Então, você é convidado a clicar em algum link ou então preencher as suas informações. E é exatamente aí que a “pescaria” de dados acontece. Não é à toa que o termo phishing deriva de fishing, que significa pescaria em inglês.

Como phishing ocorre?

Você já deve ter recebido algum e-mail duvidoso de um banco ou empresa, não? Essa é a fraude mais conhecida. O usuário, então, é convidado a clicar em um link. Em seguida, é redirecionado para um site com as mesmas características do seu banco o serviço.

Phishing: ratoeira com um queijo em cima.
Os criminosos mandam um e-mail, que funciona como uma isca para o roubo de informações.

Em seguida, vem o convite para preencher alguma informação. Tudo isso é mentira e faz parte do ataque. Ao inserir os dados, o consumidor tem as suas informações roubadas. Inclusive, muitas vezes essas páginas falsas ainda são capazes de infectar os computadores com vírus.

O que fazer para evitar esse problema?

Uma maneira bastante eficiente é alertar seus clientes, fornecedores, colaboradores e parceiros. Inclua, por exemplo, em sua estratégia de marketing o envio de mensagens dizendo que a sua empresa não manda e-mails solicitando a inserção de dados em sites duvidosos. Nessa comunicação, deixe bem claro que qualquer informação deve ser passada apenas nas páginas oficiais.

Phishing: placa de trânsito com a frase "não entre", em português.
Fazer alertas é essencial para evitar o roubo de informações.

Portanto, em caso de uma abordagem duvidosa, peça para o cliente verificar o remetente e também o link do site em questão. Caso algo esteja fora da normalidade, é essencial que eles acionem a empresa e NUNCA preencham nada.

Isso também pode acontecer junto aos seus colaboradores. Eles podem ser convidados a preencher dados pessoais ou até mesmo da empresa. Por isso, também é importante trabalhar esse tipo de comunicação internamente.

Ferramentas decisivas

Além da conscientização junto aos clientes, usar ferramentas anti-phishing também é uma ótima estratégia. Elas detectam automaticamente quando o site em questão contém algum tipo de ameaça. Em seguida, avisam para evitar qualquer tipo de problema.

Saiba como se proteger de um ataque DDoS!

Inclusive, alguns navegadores contam com ferramentas anti-phishing integradas. O Firefox, por exemplo, tem uma opção que ajuda a barrar esse tipo de problema. Tal recurso já vem ativado por padrão. Mas você pode consultar para ter certeza.

Para isso, vá até o menu com três risquinhas horizontais e, depois, clique em “preferências”. Escolha, então, “Privacidade e Segurança”. Já na seção “Segurança”, verifique se os seguintes itens estão habilitados:

  • Bloquear conteúdo perigoso e malicioso.
  • Bloquear downloads perigosos.
  • Avisar sobre softwares indesejados e incomuns.

Depois, feche a seção e as informações serão salvas automaticamente. Instrua as suas equipes a fazerem o mesmo. É uma forma de barrar esse tipo de ataque.

Softwares essenciais

Aliás, também existem softwares que oferecem soluções completas para rastrear e impedir esse tipo de problema. É essencial ter uma proteção nesse sentido para evitar que os dados sejam interceptados e, consequentemente, que a imagem da sua empresa seja prejudicada junto aos clientes. Considere contratar para redobrar a segurança do seu negócio.

semáforos com a luz vermelha acesa.
Alerta vermelho para o ataque phishing!

E aí, ficou esclarecido o que é phishing? Portanto, é fundamental se proteger desse tipo de ameaça, que pode ser muito prejudicial para a imagem e também para a saúde da empresa. Aliás, já que estamos falando em segurança, aproveite para ler uma reportagem que fizemos recentemente sobre o que e malware e como é possível se proteger.

Além disso, veja também de quais maneiras o Vivo Vamps, produto da Vivo, garante de vez a segurança do seu negócio. Aliás, continue conosco para ter mais informações esse e outros temas. Agradecemos a leitura!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
GestãoSegurança de dados
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio