Pagamento instantâneo: tudo que você precisa saber para se adequar a esta tendência

Neste artigo, vamos apresentar o que é pagamento instantâneo, além de abordar quais as vantagens para os empresários e consumidores.

24/12/2019 às 9:00

Pagamento instantâneo promete invadir o Brasil em 2020. Essa nova modalidade de pagamentos traz benefícios aos consumidores e empresas, transformando transações financeiras em operações imediatas, desburocratizadas e com menor custo. Saiba como!

O avanço tecnológico rompeu fronteiras e possibilitou um mercado global e imediato. A partir daí, todos os setores precisaram acompanhar a revolução digital. Como por exemplo, fornecendo soluções que atendessem às novas expectativas do mercado e seus consumidores. Dentro do setor financeiro, a grande promessa disruptiva é a possibilidade de pagamento instantâneo.

Você o que é pagamento instantâneo?
Você o que é pagamento instantâneo?

A discussão pode ser recente no Brasil, mas em outros 35 países. Como por exemplo, Estados Unidos, Índia e China, o pagamento instantâneo já é realidade. Isso, graças a aplicativos como AliPay e WeChat Pay. De acordo com dados do e-marketer, estima-se que só em 2018, foram realizados mais de 82 milhões de pagamentos instantâneos nos Estados Unidos.

No Brasil, o Banco Central (Bacen) criou um grupo de trabalho sobre o tema em 2018. O objetivo é reunir instituições bancárias e de pagamento, entidades governamentais e fintechs em busca de um modelo adequado e regulamentado. Portanto, a partir disso, tudo indica que, em 2020, os pagamentos instantâneos ganharão escala no país.

Sabendo disso, é preciso estar preparado para se adequar a esta tendência. Neste artigo, vamos esclarecer o que é pagamento instantâneo, quais vantagens para os empresários e consumidores. E tudo o que você precisa para conseguir receber este tipo de pagamento no seu negócio. Então, vamos lá?

Até 2020, pagamento instantâneo deve ganhar escala no Brasil.
Até 2020, pagamento instantâneo deve ganhar escala no Brasil.

O que é pagamento instantâneo? 

Explicar o que é pagamento instantâneo é tão simples quanto seu funcionamento. Portanto, é o tipo de pagamento em que são realizadas transferências de recursos de maneira eletrônica e digital. Tudo em tempo real, independente do horário comercial.

Ou seja, o recebedor terá o valor disponível em sua conta logo após a transação ser realizada. Aliás, esta poderá ser feita 24 horas por dia, nos sete dias da semana, incluindo feriados.

Comparando com DOC e TED, serviços bancários mais utilizados no Brasil, a diferença está no horário e tempo de compensação. Porém, elas não param por aí.

Os pagamentos instantâneos também têm tarifas inferiores aos serviços já disponíveis no mercado. O que, portanto, contribui para uma redução no custo para as empresas.

Isso porque essa nova modalidade dispensa, por exemplo, o intermédio de bancos, a necessidade de antecipar recebíveis e até mesmo o uso de máquinas de cartão e caixas eletrônicos. Assustado (a)? Não fique! Nós vamos te explicar como isso vai funcionar!


Quais tipos de pagamento são mais indicados para o seu negócio? Clique aqui e confira!

Como funcionam os pagamentos instantâneos?

Aliás, tudo acontece por meio dos smartphones. Ou seja, qualquer pessoa com um celular ativo que navegue na internet no Brasil poderá utilizar a modalidade de pagamento instantâneo.

Qualquer pessoa com um smartphone poderá usar a modalidade de pagamento instantâneo.
Qualquer pessoa com um smartphone poderá usar a modalidade de pagamento instantâneo.

Portanto, pode dizer adeus aos cartões de débito e dinheiro em espécie. Perder tempo inserindo dados como banco, agência, conta e CPF do recebedor então? Nunca mais!

Aliás, a promessa é que a transação aconteça em menos de 20 segundos. Tudo de forma simples e segura através da tecnologia QR Code, que dispõe de algumas camadas de segurança, como senha e atualização do código a cada intervalo de tempo.

Em resumo, funciona da seguinte maneira: um smartphone emite, por meio de um aplicativo, um código único de identificação. O outro lê e finaliza a transferência do dinheiro.

Pagamentos instantâneos funcionam com QR Code.
Pagamentos instantâneos funcionam com QR Code.

Portanto, as empresas precisarão ter somente um código único de identificação para permitir que os clientes façam a leitura desse código com os smartphones. Já os pagadores (clientes), precisarão ter uma conta com um Prestador de Serviço de Pagamento (que não precisará mais ser um banco) e o aplicativo desse prestador instalado no smartphone para fazer a leitura.

Quem poderá fazer uso dos pagamentos instantâneos?

Certamente! Até porque essa nova modalidade de pagamento beneficia a todos, principalmente, os empresários, sejam eles pequenos, médios ou grandes.

Desta forma, as transações por meio de pagamentos instantâneos poderão acontecer entre pessoas, pessoas e empresas, empresas e empresas, órgãos governamentais e pessoas, com a distribuição de benefícios sociais e salários e órgãos governamentais e empresas, com o pagamento de convênios e outros benefícios, por exemplo.

O que podemos esperar?

Motivos que justifiquem a implementação dos pagamentos instantâneos no Brasil não faltam. A utilização de dinheiro em espécie, por exemplo, é custosa para o país e burocrática para os consumidores.

Além disso, a elevação das tarifas bancárias atrapalha o fechamento de negócios. Pois influencia o custo operacional dos fornecedores e resulta no aumento do preço final para o consumidor. Por fim, a demora no tempo de compensação das transações atrapalha o fluxo de caixa de empresas.

O uso do pagamento instantâneo deve diminuir ainda mais o uso de cartão de crédito e dinheiro em espécie.
O uso do pagamento instantâneo deve diminuir ainda mais o uso de cartão de crédito e dinheiro em espécie.

Em suma, implementar meios de pagamentos instantâneos significa aumentar a livre concorrência do mercado e tornar o comércio mais dinâmico e movimentado. Ou seja, será possível enxergar de forma clara a independência de pessoas físicas e jurídicas em relação aos bancos, que irão sofrer com a redução no número de transações bancárias, a partir dessa mudança.

Aliás, empresas de meio de pagamentos tradicionais também terão de se adaptar. Haverá uma expressiva diminuição na contratação de máquinas de cartão, já que agora o processamento de pagamentos não precisará delas para acontecer.

Tempo

Uma mudança tão profunda nos costumes dos brasileiros leva tempo. Para que esta tecnologia invada o Brasil, é preciso centralizar toda infraestrutura de pagamentos em uma única instituição. No caso do Brasil, quem fará esse papel será o Bacen. Outro ponto importante é a adaptação do todo mercado financeiro e empresas de meio de pagamento, que precisarão se adequar à nova tecnologia. 

Uma coisa é certa: o Brasil precisa correr contra o tempo para não ficar para trás. Países similares ao nosso economicamente já fazem dos pagamentos instantâneos algo padrão dentro dos processos financeiros.

Enquanto isso não acontece, outros avanços tecnológicos no setor financeiro brasileiro já mudam a maneira como fazemos as coisas por aqui. Leia no Blog Vivo Empresas sobre como emitir de maneira simples um boleto bancário. Ou ainda as diferenças entre as notas fiscais eletrônicas.

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio