Novidades no YouTube: confira o que muda na plataforma em 2019

Entenda as novidades que o YouTube reservou para 2019 para você poder aproveitá-las da melhor forma no seu negócio.

22/04/2019 às 9:00

O YouTube é, sem dúvida, um ótimo aliado para o seu negócio. Neste texto, explicaremos todas as mudanças previstas para 2019 na plataforma e de quais maneiras elas podem favorecer empresas que decidiram apostar na produção de conteúdo em vídeo. Assim, é fundamental conhecer as novidades no YouTube.

O YouTube não é nada previsível. “Muda a toda hora, todos os dias”, como afirmou Luiz Citton, gerente de Parcerias da plataforma durante a Campus Party 2019. Aliás, as alterações mais corriqueiras geralmente são inserções de novos recursos e ajustes de layout. Mas também acontecem mudanças nas diretrizes do canal — só que em volume menor.

Em suma, em 2019, não foi diferente. O YouTube iniciou o ano com várias novidades que foram testadas no final de 2018. E quem faz vídeos para a plataforma precisa estar por dentro. O motivo? A plataforma é uma excelente vitrine para produtos e serviços. Ou seja, é imprescindível que faça parte do planejamento de comunicação de uma companhia.

Foto de um celular com o logo do YouTube.
Novidades no YouTube: fique por dentro de todas as atualizações.

Organizamos, então, quatro novidades da versão 2019 do YouTube que podem reverberar na forma como a sua empresa produz conteúdo. Inclusive, elas foram pautadas por Luiz Citton, executivo mencionado no início do texto. Então, vamos as novidades no YouTube?

Novidades no YouTube:

Implantação completa do YouTube Studio

Se você (ou o time de comunicação da sua empresa) segue resistente ao YouTube Studio, sucessor do Creator Studio (Estúdio de Criação), que começou a pipocar pelos canais em 2017, a notícia não é boa. É desafiadora.

O gerente de parcerias do YouTube anunciou na Campus Party 2019 que a plataforma utilizaria os primeiros meses deste ano para transferir todos os canais da versão clássica do Creator Studio para o YouTube Studio.

Print de uma das novidades no YouTube: a versão aprimorada do Creator Studio, chamada YouTube Studio.

Uma das principais mudanças é a implantação definitiva do
YouTube Studio no lugar do clássico Creator Studio.

Os motivos da migração se baseiam em pretextos que parecem cumprir três grandes objetivos. São eles: oferecer mais possibilidades em menos cliques, informar sobre todas (ou quase todas) as mudanças do YouTube. E, por fim, decodificar informações densas em relação ao desempenho dos vídeos, para que você possa gerar insights.

Transforme dados dos clientes em insights poderosos

Criação de histórias

Portanto, além da difusão completa do YouTube Studio, outra (semi) novidade merece ser mencionada. No entanto, a chamamos de “semi” porque já estava em funcionamento desde 2018 para quem possui mais de 10 mil inscritos em seu canal.

Estamos falando do recurso que permite criar histórias. Portanto, não se trata de narrações fictícias no formato tradicional do YouTube, mas sim as “stories” que tomaram conta do Facebook e do Instagram e que possuem “vida curta”. No caso do YouTube, uma vida de exatos sete dias.

Imagem de duas telas de celular contendo uma das novidades no YouTube: o"stories".
Uma das novidades no YouTube em 2019 é a criação de histórias como no Instagram Stories, Facebook e SnapChat. Imagem: The Verge.

Por que, então, o uso do substantivo “novidade”? Pois possui potencial de ser uma novidade para os demais (que não possuem 10 mil inscritos) em 2019. E se isso acontecer, marcas, pessoas ou empresas poderão postar histórias que podem, ou não, ter vínculo com o resto do conteúdo produzido no canal, e inscritos e não inscritos podem interagir por meio de comentários.

De acordo com Luiz Citton, o recurso foi implantado por ser uma maneira fácil de conectar os produtores de conteúdos aos seus espectadores em um nível pessoal e, de quebra, trazer mais pessoas para o YouTube.

Estreias do YouTube

Portanto, além da implantação geral do YouTube Studio no lugar do Estúdio de Criação, bem como das histórias que podem estar prestes a alcançar o canal do seu negócio (se já não chegaram), há uma outra novidade chamada “Estreias” — também conhecida como Premiere.

Apesar de ter sido lançado em 2018 para um grupo seleto de criadores de conteúdo, foi no início deste ano que esse recurso se tornou democraticamente disponível a todas as pessoas e empresas que possuem um canal.

E o que o “Estreias” faz? De acordo com Luiz Citton, “permite que toda a base de usuários tenha a oportunidade de criar grandes eventos para seus principais envios”. Bem como a cantora Ariana Grande fez ao lançar o videoclipe de “Thank u, next”.

Para entender ainda mais sobre as Estreias, assista ao vídeo abaixo produzido pelo próprio YouTube e com legenda em português:

Novas regras no sistema de punição

No entanto, a última novidade no YouTube 2019 que você precisa conhecer é em relação às regras de punição da ferramenta e, consequentemente, das diretrizes para publicação de conteúdo. Elas foram atualizadas em fevereiro deste ano.

O motivo? A enxurrada constante de feedbacks dos usuários sobre a melhoria do sistema de aviso que o YouTube costumava ter. Aliás, entre as novidades, destaque para as seguintes:

  • Na primeira violação que o canal cometer, haverá apenas uma nova advertência, sem penalidades, exceto pela remoção do conteúdo.
  • Todos os avisos terão a mesma penalidade, independentemente do tipo de conteúdo. Ou seja, se você fizer uma playlist, transmissão ou criar uma thumbnail (miniatura) que burla, de alguma forma, as diretrizes da plataforma, a penalidade será a mesma.

No entanto, se você receber a advertência e continuar desrespeitando as políticas da plataforma, aí as punições acontecerão na seguinte ordem:

1º aviso: bloqueio de uma semana

Depois da advertência, o primeiro aviso resultará em um bloqueio de uma semana. Isso significa que o criador de conteúdo fica impossibilitado de publicar nesse período. Cada aviso permanece no canal por 90 dias antes de expirar.

2º aviso: bloqueio por duas semanas

3º aviso: o canal será encerrado

Aliás, todo esse processo de advertências e futuras punições será mediado e orientado por informações detalhadas e transparentes, enviadas pelo próprio YouTube. Ou seja, quem faz vídeos na plataforma receberá e-mails e notificações que ajudarão a compreender o que, de fato, está acontecendo.

Para entender ainda mais sobre o novo sistema de avisos do YouTube, assista ao vídeo abaixo:

Atenção! Essa mudança não serve para direitos autorais

As notificações sobre direitos autorais são outra coisa. Portanto, a alteração diz respeito às diretrizes da comunidade que, de acordo com Matt Koval, produtor de conteúdo, são as “regras do jogo” para usar a plataforma.

No caso de um vídeo violar os direitos autorais, o YouTube recebe uma solicitação de remoção por parte do proprietário do conteúdo que supostamente foi violado e, então, a plataforma é obrigada, por lei, a removê-lo.

O que vai deixar ou já deixou de existir:

  • O cartão de doações;
  • Créditos de vídeo;
  • Compartilhamento automático no Twitter;
  • Anotações;
  • Meus programas/Meus filmes;
  • Recursos do Google+.

Enfim, ainda sobre vídeos, postá-los na vertical pode ser uma boa estratégia para ganhar relevância e visualizações na internet. Ainda mais agora que o YouTube lançou o recurso “Histórias”. Descubra o motivo.

E aí, o que achou das novidades no YouTube? É sempre importante se atualizar quando se trata de YouTube, pois a plataforma é um grande apoio na divulgação de produtos e serviços. Aliás, saiba aqui por que os vídeos online são excelentes na publicidade digital.

Em suma, continue conosco aqui no Blog Vivo Empresas para ter acesso a conteúdos produtivos para você e para o seu negócio!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
mídias sociaisYouTube
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio