Negócio em casa: veja como aderir ao home office

Quer montar um negócio em casa ou implantar o home office no seu negócio? Veja aqui como se planejar.

30/11/2018 às 10:30

Passar oito horas diárias trabalhando em um escritório, cinco dias por semana, 11 meses por ano, é uma rotina bastante desgastante. Tudo piora quando há pressão exagerada dos superiores para atingir as metas e outras particularidades da vida corporativa. Por essas e outras que cada vez mais gente opta por começar um negócio em casa.

“Quem trabalha em casa sabe que o importante é entregar o trabalho. Não importa como, quando ou onde você o faça. É preciso trabalhar com foco na produtividade, não em carga horária”, explica Marina Sell Brik, coautora do livro 20 ideias de negócios para montar em casa e cocriadora do Instituto Trabalho Portátil, com André Birk.

O que você precisa para abrir um negócio em casa

Com a internet, ser seu próprio chefe e ter um negócio em casa ficou fácil como nunca.  Até porque tarefas comuns, como fazer operações bancárias e contatar clientes e fornecedores, são atualmente mais fáceis no computador do que de outras maneiras.

Porém, não basta apenas ter um notebook, acesso à internet e uma boa ideia na cabeça. Entre as capacidades exigidas para botar em prática o negócio em casa, talvez a principal seja a disciplina. Sem ninguém para controlar o que você faz e com as distrações do lar, é muito fácil perder a concentração. Ou “empurrar com a barriga” determinada tarefa.

Negócio em casa é viável?

Os profissionais de comunicação estão entre os que mais rapidamente aderem ao home office.

Marina ensina que, para ajudar na concentração, é importante criar um expediente ou uma rotina, semelhante à do trabalho tradicional. “Tem que levantar no mesmo horário, trocar de roupa, tomar café e ir para o trabalho. É fundamental, no home office, encarar-se de maneira profissional. Pois, isso vai fazer toda a diferença para o trabalhador e para a família”, alerta.

Outra dica de Marina é, no caso de quem divide a casa com mais pessoas, ter uma conversa franca. E explicar que aquele local, naquele horário, é seu espaço de trabalho.  O que deve ser respeitado. Aos poucos, todos se acostumam e a rotina embala com cada vez menos distrações.

Ideias de negócio em casa

No entanto, se você acha que tem o foco necessário para abrir um negócio em casa, o próximo passo é saber o que fazer. O perfeito é encontrar um equilíbrio entre o que você gosta de fazer, o que você sabe fazer bem e o que tem potencial. Ou seja, um nicho de mercado pouco explorado, por exemplo.

“O ideal é fazer algo que goste, tenha talento e experiência. Para encontrar este ‘ponto doce’, é preciso fazer uma autoanálise minuciosa”, recomenda Marina. Então, confira algumas ideias abaixo e se inspire!

Comunicação

Os profissionais de comunicação estão entre os que mais rapidamente aderem ao home office. O negócio em casa pode ser a edição de um blog (visando vender publicidade). Ou redação de conteúdo para sites, atualização de redes sociais, assessoria de imprensa, direção de arte freelancer. Ou ainda tantas outras possibilidades.

Agente de viagens

No entanto, se você gosta de viajar e tem bastante experiência no assunto, pode organizar roteiros para outras pessoas que não têm paciência ou jeito para isso. O trabalho inclui também a compra e reserva de passagens, tickets de passeio e diárias em hotéis.

Alimentação

Quem tem talento culinário pode “cozinhar para fora”. Portanto, dá para fazer bolos decorados, doces sofisticados, salgados para festas, geleias em conserva e entre outras delícias.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
EmpreendedorismoTendências
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio