Memorização: como treinar o cérebro para aprimorar as apresentações profissionais

Saiba quais técnicas de memorização são essenciais para garantir que a sua apresentação profissional seja um verdadeiro sucesso!

05/12/2019 às 9:00

Neste artigo sobre memorização você vai ver dicas sobre como treinar o seu cérebro para garantir um desempenho ainda melhor nas apresentações profissionais do a dia a dia. Afinal, uma boa memória contribui efetivamente para o sucesso do seu desempenho.

No meio de uma apresentação já deu aquele branco e você ficou sem ter o que falar? Isso acontece. E é normal, acredite. No entanto, quanto mais segurança você transmitir às pessoas, maiores são as chances de fechar negócios ou então envolver toda a sua equipe.

Por isso, é importante treinar para garantir uma boa retórica. Nesse contexto, a memória é uma excelente aliada. Por exemplo: você esquece uma informação no meio da apresentação, mas logo lembra de outras que podem ser complementares e resolverem o problema. Pronto, situação resolvida!

Memorização: mulher trabalhando em um computador.
Atitudes podem ser incorporadas ao dia a dia para garantir uma memorização mais eficiente.

Mas para garantir essa rapidez e esse poder de memorização é essencial treinar. Isso mesmo! E, a seguir, nós damos dicas de como fazer essa tarefa no dia a dia. Então, vamos lá?

Crie um esquema visual da sua apresentação

Se você criar um mapa mental mais visual do que textual da sua apresentação, certamente a memorização ficará muito mais simples. Isso porque é mais fácil memorizar símbolos e esquemas gráficos.

Tentar lembrar de frases e textos densos, por exemplo, dificulta todo o processo. Portanto, fazer esse mapa será um ótimo guia na sua apresentação. Você não correrá riscos de deixar escapar os pontos mais importantes.

Evite decorar

Um bom gestor sabe sobre o que está falando. Então, estude muito antes de apresentar. Assim, você dificilmente terá problemas, uma vez que ao conhecer toda a área, por exemplo, pode usar outros dados e dar referências complementares.

Memorização: homem trabalhando em um computador, concentrado
Você deve estudar para saber sobre o que está falando e não se perder no meio do caminho.

É preciso conhecer todo o universo para poder passar confiança a quem está vendo. Ou seja, você deve ler muito, conversar com as pessoas e se preparar com dados antes de fazer qualquer tipo de apresentação.

Concentre-se

Como mencionamos, a preparação é muito importante. Mas de nada adianta se você for estudar em um local muito agitado ou fazendo outras atividades ao mesmo tempo. A memorização exige concentração.

Olhe para um dado e pense sobre ele por alguns segundos. Essa técnica favorece a memorização. Aliás, procure um local tranquilo para fazer isso, livre de interferências (tanto físicas quanto virtuais). Se você ler algo e logo em seguida responder a uma mensagem no WhatsApp, por exemplo, dificilmente vai armazenar aquele dado no cérebro.

Memorização: mulher anotando informações com um computador no colo.
Concentre-se quando for estudar para a apresentação.

Fale em voz alta

Aí, enquanto estiver neste local tranquilo, faça uma apresentação para você mesmo. Isso mesmo: simule. Ou seja, fale em voz alta como se estivesse apresentando para o seu público, com todos os dados e a entonação que deseja passar.

Falar em voz alta é uma atividade bastante aliada da memorização. E você ainda pode corrigir algum detalhe ou outro no meio do caminho.

Estimule a sua memória

Leia bastante no dia a dia e tente gravar as informações. Repasse para outras pessoas em uma conversa informal, por exemplo. É uma boa maneira de treinar e estimular o cérebro.

Memorização: homem trabalhando concentrado no computador.
Estimule a sua memória no dia a dia de trabalho.

Hoje é comum as pessoas guardarem tudo nos celulares ou então criarem notificações para tudo. Sim, a tecnologia ajuda muito nesse sentido. No entanto, ela deve ser complementar. O seu cérebro precisa ser estimulado.

Alimente-se e durma bem: tudo conta para a memorização

Uma mente cansada certamente funcionará a passos mais lentos. Por isso, é fundamental dormir bem. Além disso, uma alimentação saudável, com consumo de verduras e legumes, também é uma forma de estimular o cérebro.

Tenha a certeza de que a sua disposição e a capacidade de processar as informações ficarão muito mais ágeis. A prática de exercícios físicos, sobretudo ao ar livre, também ajuda bastante nesse sentido.

Tenha calma na hora de apresentar

Todas as técnicas de memorização podem ir água abaixo se você ficar nervoso(a) na hora de apresentar. Por isso, é essencial manter a calma, respirar fundo. Afinal, você estudou bastante, conhece bem a apresentação e não pode colocar tudo a perder. Agora, é só se preparar e boa sorte!

Memorização: mulher fazendo uma apresentação para os membros da equipe.
Mantenha a calma! Essa postura contribui muito para a memorização dos dados.

E aí, o que achou das dicas? Com certeza uma boa capacidade de memorização depende de diferentes fatores. No entanto, são atitudes que podem ser incorporadas de maneira simples ao dia a dia.

Aliás, já que você se preocupa em passar as informações com clareza e segurança, certamente estimular os membros da equipe está na sua lista de prioridades. Então, aproveite para ler uma matéria que fizemos com dez dicas para destacar as habilidades interpessoais de quem trabalha ao seu lado.

Além disso, veja o que é a cultura de inovação e como trazê-la efetivamente para o dia a dia da sua empresa. Para finalizar, uma boa dica é conferir quais são as boas práticas que um gestor deve adotar para ter bons resultados em equipe.

Agradecemos a companhia nessa leitura e até a próxima! Bom trabalho por aí!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
GestãoProdutividade
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio