Entenda o que é o M2M e como implementar na sua empresa

A inclusão de automação no ambiente de trabalho pode contribuir com economia e eficiência para as empresas. Descubra como trazer isso para seu negócio.

09/01/2019 às 9:00

Com a tecnologia, você consegue aliar economia e eficiência na gestão de seus negócios, isso é um fato. Dentro disso, uma de suas frentes mais poderosas está o M2M, conceito que que você talvez ainda não conheça, mas que está trazendo uma revolução ao mercado.

Com o M2M, é possível integrar máquinas e fazer fiscalização remota. No entanto, você sabe como isso funciona de verdade?

Como o M2M pode otimizar os processos da sua empresa?

Como o M2M pode otimizar os processos da sua empresa?

Em linhas gerais, comunicações M2M permitem a transmissão de dados entre máquinas, geralmente de forma automatizada, sem a intervenção humana. Ou seja, um sensor localizado em um objeto “x” coleta dados sobre esse objeto. Esses dados coletados remotamente podem ser acessados em outro ponto que esteja conectado em uma rede sem fio, mas roteada via servidor de internet.

Desta forma, os dados coletados podem ser analisados e utilizados de maneira remota, com total agilidade e segurança.

Ficou curioso? A seguir, traremos a definição conceitual de M2M, além de exemplos de uso prático nos negócios. E mais, você também ficará sabendo o que precisa fazer para implementar o M2M na sua empresa. Continue a leitura!

Qual o conceito de M2M (Machine to Machine)?

O termo Machine to Machine vem do inglês e significa, em tradução simples “máquina para máquina”.

A base da ideia do M2M, que impacta indústrias e empresas, é levar dados de máquina para máquina, como seu nome sugere. No entanto, o conceito vai além. O M2M também é responsável pela automatização e otimização de todos os processos que cuidem de coletar e tratar os dados obtidos para tomada de decisão.

10 Tendências de Negócio para 2019

Ou seja, o funcionamento do M2M se dá pelo uso de um sensor que atua remotamente, de maneira independente, monitorando e coletando informações de algo, que pode ser uma etapa da produção, uma fase do gerenciamento ou até a volumetria do estoque de uma loja, por exemplo.

Assim, o M2M é uma forma de automatizar o acompanhamento de processos da sua empresa. Com essa automatização, seu negócio ganha em agilidade, controle de falha e eficácia nos processos, deixando os colaboradores com mais tempo de se dedicarem às ações estratégicas.

Qual a diferença entre M2M e IoT?

Falando em M2M, o conceito se parece bastante com o da Internet das Coisas, ou IoT, certo? No entanto, são conceitos diferentes, com algumas diferenças fundamentais.

Embora se pareçam, M2M e IoT são conceitos diferentes.

Embora se pareçam, M2M e IoT são conceitos diferentes.

A Internet das Coisas tem um conceito mais amplo e embarca, entre outras ferramentas, o M2M. Ou seja, a IoT é uma tendência tecnológica em que dispositivos se conectam e compartilham informações sobre o mundo à sua volta e interagem com outros dispositivos, criando uma rede inteligente de “coisas” e sistemas.

Enquanto isso, o M2M é mais específico dentro desse conceito. Se refere diretamente àquele ponto onde as máquinas usam a rede para a comunicação. Por essa comunicação, se realiza o monitoramento e o controle de dados. Tudo isso sem interação humana.

Onde o Machine to Machine pode ser aplicado?

Embora na prática o conceito de M2M seja bastante simples, pode parecer difícil ver essa tecnologia sendo aplicada no cotidiano. No entanto, é fato que hoje muitas empresas, dos mais diversos ramos, já usam. Veja exemplos a seguir.

Fórmula 1

A F1 é pioneira no uso de plataformas M2M, que permitem hoje que se faça ajustes nos carros enquanto eles estão em prova, sem necessidade de parar ou de ação humana direta. O benefício disso é otimizar a performance dos pilotos, diminuindo o tempo em microssegundos. O que pode fazer uma grande diferença no resultado final da prova.

A F1 foi das primeiras áreas a investir em M2M.

A F1 foi das primeiras áreas a investir em M2M.

Mas não é preciso ser um corredor para ver como esta tecnologia funciona na prática, já que ela está sendo utilizada para carros comuns, como o seu, por exemplo. Em alguns modelos já é possível monitorar as condições de pressão de pneu, consumo de combustível, rastrear o veículo e até mesmo destravar as portas remotamente

Smart cities

O conceito de M2M se espalha pela cidade, criando o que se chama de Smart Cities ou “cidades inteligentes”, em uma tradução simples do inglês. É possível ver o uso do M2M com outras tecnologias associadas ao IoT, como Inteligência Artificial e Big Data para contribuir com a melhoria da infraestrutura das cidades e torná-las melhor para se viver.

Isso se aplica em semáforos que podem identificar o fluxo dos carros e adaptar sentidos das vias para evitar trânsito, iluminação que se adapta ao volume de pessoas passando na rua, entre outros usos possíveis.

Você sabe a diferença entre M2M e IOT?

Você sabe a diferença entre M2M e IOT?

Medicina

Na medicina, o Machine to Machine promove a conexão entre os aparelhos médicos e hospitalares. Ou seja, é uma tecnologia que busca integrar sistemas de modo a disponibilizar dados para os médicos em tempo real. Permitindo, inclusive, o monitoramento de pacientes à distância.

Além disso, busca-se uma sinergia ainda maior entre  farmácia e tecnologia, para o bem das pessoas em geral. De maneira prática, isso poderia acontecer com sensores capazes de monitorar pacientes, indicando necessidade de ajuste na medicação e até alertando de maneira automática possível crises.

Agronegócio

A adoção de M2M em Agronegócios oferece às empresas de agricultura precisão. Ou seja, através de sensores e gateways é possível automatizar diversas frentes. O que permite, por exemplo, o gerenciamento remoto e controle sobre as principais atividades das fazendas e modelos agrícolas.

Desta forma garante-se melhor gestão dos insumos, maior produtividade, levando conectividade para o campo, visibilidade meteorológica acurada, monitoramento do solo e sistema hídrico, prevenção de infestações e controle de pragas. Além de autonomia no monitoramento e gerenciamento dos equipamentos em tempo real, de qualquer lugar do mundo (com acesso à internet).

Como implantar uma plataforma M2M na minha empresa?

Se você chegou até aqui se perguntando se toda essa tecnologia já está disponível no Brasil, para empresas com a sua, pode ficar tranquilo. A resposta é sim!

Com a plataforma Vivo Kite, você pode ter a melhor conectividade inteligente para o seu negócio.

O Smart Center M2M da Vivo traz a tecnologia machine to machine para a sua empresa.

O Smart Center M2M da Vivo traz a tecnologia machine to machine para a sua empresa.

Com o Vivo Kite é possível acompanhar o funcionamento das linhas na sua empresa com eficácia, gerenciando online e em tempo real seu inventário de linhas. Além de poder receber notificações e relatórios com diagnósticos e controles de falhas.

O que o Vivo Kite oferece?

A plataforma pioneira e líder de mercado no Brasil, é também líder no Quadrante Mágico do Gartner para Soluções Gerenciadas de M2M. Este produto da Vivo permite novos modelos de negócios baseados em conectividade.

Além disso, a plataforma acrescenta segurança e privacidade às comunicações, permitindo apenas comunicações criptografadas para serviços e equipamentos autorizados.

Com a ferramenta, você tem facilitado o controle de despesas em tempo real e evita situações de fraude que gerem gastos inesperados. É possível conferir inventários em tempo real, além de diagnósticos remotos e uso máximo de todas as funcionalidades.

Por que escolher a plataforma da Vivo?

O Vivo Kite é uma plataforma de desenvolvimento próprio e só no Brasil já conta com mais de 2,6 milhões de linhas e mais de 1.000 clientes!

Interface

A interface da Plataforma Vivo Kite é focada na usabilidade de seu usuário. É possível facilmente visualizar informações de todos os chips e linhas, em um único dashboard.

Supervisão

A Plataforma oferece ferramenta de diagnóstico com testes de aprovisionamento de serviços, Rede e IP.

Localização

Ela também mostra a localização das linhas baseada no tráfego de rede. A informação é obtida automaticamente e não requer nenhuma ação específica.  As localizações de todas as linhas são demonstradas em um mapa.

Alarmes e Controles

A Kite permite a configuração de regras baseadas em consumo, localização, alteração de dispositivo (IMEI) etc.  Permite também realizar múltiplas ações como enviar notificações por e-mail e SMS.

Relatórios

A plataforma ainda fornece uma variedade de relatórios: consumo, base de assinatura, presença, localização, alarmes. De acordo com o tipo de relatório, permite diferentes ainda oferece opções de personalização.

Segurança

Permite o bloqueio de dispositivos não autorizados, evitando fraudes e desvios de uso.É possível configurar uma lista de destinos autorizados, criando uma black/whitelist de números permitidos.

Cloud Connect

Integração com os principais provedores de serviços de Cloud pública já está pronta, reduzindo custo e tempo.

Clique aqui e saiba mais sobre o Vivo Kite

Falando em tecnologia,você sabe como ela pode ajudar na produtividade da sua equipe? Clique aqui e descubra! E continue com a gente para mais novidades sobre tecnologia e negócios!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
TecnologiaTendências
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio