Internet das Coisas: veja como implementar em pequenas e médias empresas

Saiba agora mesmo quais são as possibilidades para implementar a Internet das Coisas em pequenas e médias empresas de diferentes setores.

11/10/2019 às 9:00

Internet das Coisas (tradução de Internet of Things)deixou de ser tratada como “o futuro” e se integrou definitivamente ao presente. Portanto,veja a seguir como implementar soluções de IoT na sua empresa, seja ela pequena ou média, para alcançar resultados ainda mais significativos.

Se você está aqui, certamente já ouviu falar sobre o termo Internet das Coisas. De um modo bastante simplista, podemos definir esse conceito com uma frase: a conexão não está mais restrita ao computador. É possível utilizá-la para fazer atividades com o celular, rádio, objetos de decoração, sistemas de segurança, modelos de gestão e muito mais. Por isso, já faz parte também do universo empresarial.

Ou seja, o cenário das empresas também se modificou com o uso da internet em diferentes dispositivos. Como por exemplo, empresas de segurança conseguem ter um controle maior de todo o sistema ao automatizar câmeras e portões, entre outros itens.

Internet das Coisas: circuito de um computador.
Há diferentes possibilidades quando se trata da aplicação da Internet das Coisas em pequenas e médias empresas.

Tais facilidades, no entanto, não estão restritas a grandes companhias. Pequenas e médias empresas também podem se beneficiar. Você deve estar se perguntando: como a Internet das Coisas pode ajudar no meu negócio? É o que mostramos a seguir.

Internet das Coisas: vantagens para o seu negócio

A Internet das Coisas não está distante de pequenas e médias empresas. Basta pensar nas máquinas de cartão de crédito, por exemplo. São objetos ligados à internet que são capazes de realizar o processo de compra e emitir notas fiscais. Uma facilidade e tanto se pensarmos no passado.

Com o tempo, no entanto, as possibilidades aumentaram. Diferentes setores das empresas, independentemente da sua área de atuação, podem ter recursos de IoT trabalhando a favor de resultados melhores.

Só para se ter uma ideia, uma empresa de entregas pode instalar sensores em frotas de automóveis para verificar o desempenho das equipes. Assim, consegue-se ter um controle maior do tempo de cada entrega e de gastos de combustível. De modo que os resultados obtidos a partir desses dados servem como base para a tomada de decisões importantes.

Internet das Coisas é possível aplicar em diferentes processos.
É possível aplicar a tecnologia a favor de diferentes processos.

Outro exemplo prático: aplicada em um sistema de iluminação, a Internet das Coisas pode contribuir com a redução do consumo de energia. As luzes são programadas para se apagarem quando ninguém estiver o local ou diminuírem a intensidade quando está claro.

Em se tratando de logística, um sistema automatizado pode indicar quando algum produto ou matéria-prima está em falta. Assim, você não corre o risco de ficar na mão e consegue repor todo o estoque sem maiores problemas.

Uma tecnologia bastante utilizada nesse sentido é a RFID (Radio Frequency Identification), que funciona a partir da identificação por radiofrequência. Ou seja, o sistema é capaz de ler automaticamente a quantidade que cada elemento possui. E assim alerta automaticamente as equipes responsáveis.

Dessa forma, você usa a tecnologia a seu favor, uma vez que tem processos mais eficientes e garante economia no dia a dia.

O que é possível fazer com essa tecnologia?

Portanto, a Internet das Coisas pode ser incorporado ao dia a dia de pequenas e médias empresas – e em setores diferentes. Veja alguns exemplos abaixo:

Para aprimorar os produtos: é possível instalar sensores em alguns produtos de teste para verificar características de uso e de desgaste.

Para verificar equipamentos: sensores instalados no maquinário, por exemplo, podem detectar vestígio de desgaste e também a necessidade de reposição.

Logística: dependendo do ramo de atuação, é possível apostar em softwares ligados a celulares, carros ou outros itens. Assim, dá para medir com maior precisão o desempenho dos equipamentos e também das equipes.

Ramo de alimentos: sensores de umidade podem detectar quando a temperatura não é a mais recomendada para conservar determinado alimento, no caso de empresas que atuam nesse segmento. Assim, você não tem perdas e consegue otimizar toda a sua mercadoria.

Segurança: o sistema de reconhecimento facial é um bom exemplo de Internet das Coisas.

Câmeras: além de fazer a segurança de uma loja, há câmeras que conseguem medir o fluxo de pessoas no local. Isso é importante para verificar quais são os horários de pico.

Desta forma, você pode reforçar a equipe naqueles horários. Além disso, há equipamentos que conseguem captar as reações faciais do cliente ao se deparar com algum produto.

Internet das Coisas: pessoas segurando balões que formam a palavra Tech.
A tecnologia é uma grande aliada de pequenas e médias empresas.

Custo

É importante ter em mente que o custo desses equipamentos ou soluções nem sempre são os mais baratos. No entanto, é preciso avaliar o tipo de retorno que esse investimento trará. Portanto, pense a longo prazo. Ou seja, pergunte à empresa contratante qual é a média de porcentagem de economia de energia elétrica no período de seis meses? Então, verifique se ultrapassa o valor de contratação do serviço.

Internet das Coisas: pessoas contando moedas.
A Internet as Coisas também é uma maneira bastante eficiente de economizar.

É importante fazer esse balanço para garantir que você tenha um retorno financeiro. Também verifique junto aos responsáveis pelo setor de finanças se é o momento adequado – e se irá impactar a saúde financeira da empresa. Caso tenha a liberação dessa área, não tenha medo, pois a tecnologia está aí para fazer as suas vendas triplicarem!

E aí, o que achou da possibilidade de incluir a Internet das Coisas em pequenas e médias empresas? Então, fique de olho sempre por aqui, pois a cada dia há novas oportunidades. Além disso, saiba o que é um conceito semelhante, o M2M, e como implementá-lo na sua empresa.

Veja também o que é Machine Learning! Agora, você já tem as informações necessárias para tomar decisões com mais embasamento. E, como sempre, fique de olho por aqui para buscar os dados que precisa! Agradecemos a leitura e até a próxima!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio