À prova de fraudes: veja como blindar o seu e-commerce

Te mostramos como evitar que o seu e-commerce tenha problemas com fraudes e falhas de segurança!

18/12/2019 às 9:00

Neste artigo, damos dicas importantes sobre como blindar o seu e-commerce para deixá-lo livre de fraudes. Afinal, é essencial garantir segurança aos clientes que vão realizar compras na plataforma. Confira quais são as principais medidas que devem ser adotadas!

De acordo com um estudo feito pela Konduto, empresa que monitora transações online, tentativas de fraude acontecem a cada cinco segundos quando o assunto é a realização de uma compra em e-commerces. Ou seja, esse tipo de plataforma está na mira dos criminosos. E isso não é de hoje.

Fraudes: mãos femininas digitando em um computador
Tentativas de fraudes acontecem a cada cinco segundos no meio digital.

Invasões, roubo de dados e queda do site são algumas das consequências das ações feitas no ambiente digital. Tudo isso é sinônimo de prejuízo para as empresas, que costumam pagar 100% dessa conta.

No entanto, evitar o problema depende muito do empresário. Cabe ao gestor pensar em maneiras de garantir segurança às transações. A seguir, você vê as formas mais eficientes de blindar o seu e-commerce e garantir um ambiente seguro para os clientes.

Senhas

O primeiro passo é sugerir que os seus clientes coloquem senhas consideradas fortes. Isso é fundamental, uma vez que os criminosos costumam fazer diferentes testes até acertar e, assim, conseguir roubar os dados. Na hora do cadastro, determine que a sequência seja alfanumérica. Ou seja, que contenha números, letras e até caracteres especiais.

Esse tipo de medida dificulta as fraudes. Além disso, permite que a senha seja utilizada apenas uma vez. Sendo assim, caso o cliente precise trocar por algum motivo, terá de pensar em outra combinação. Isso porque se houve algum problema relacionado à segurança, as chances de uma nova invasão diminuem.

Monitore

Você conseguirá tomar atitudes mais rápidas e assertivas se a sua página e o servidor como um todo forem monitorados. Alguns programas, softwares e tecnologias conseguem avaliar quando há movimentações estranhas. Ou seja, quando uma pessoa tentou acessar e não conseguiu por errar a senha diversas vezes seguidas, por exemplo.

Mulher iluminada pela luz de um computador, em um local escuro
É essencial monitorar frequentemente para evitar problemas.

Daí a importância de contratar esse tipo de serviço. A Vivo, inclusive, tem o Vivo Segurança Gerenciada, que faz exatamente esse trabalho. Clique aqui para saber mais sobre o tema.

Coloque limites

Alguns criminosos tentam fazer uma transação diversas vezes, inserindo sequências aleatórias de cartões de crédito e códigos de segurança. Eles fazem isso até obter uma opção correta. Você pode impedir que isso aconteça. Como? Colocando um limite de transações recusadas no seu e-commerce.

Mulher jovem fazendo uma compra online, segurando um cartão de crédito.
Coloque limites para as transações recusadas.

Peça para os profissionais responsáveis pela estrutura do site incluírem essa restrição. Assim, você reduz a incidência de fraudes significativamente.

Certificados

Os certificados de segurança são essenciais para evitar fraudes. O principal é o SSL (sigla de Secure Socket Layer), que é responsável por criptografar todos os dados que circulam no ambiente. Ou seja, a proteção transforma as informações em códigos. Assim, só os clientes ou a própria empresa conseguem visualizar tudo na forma original.

Inclusive, se você tem a certificação, ficará com uma classificação melhor na busca orgânica do Google. O certificado é um diferencial importante em relação a sites e garante uma boa posição a quem está mais protegido. 

O cadeado na URL do site mostra que o site tem o certificado SSL.

Atualize

Certifique-se que o seu site esteja sempre atualizado. Assim, você reduz as chances de invasão e garante uma navegação mais segura para todos os clientes.

Isso porque quanto mais antiga for a versão, mais vulnerável ela tende a ficar. Ou seja, estará mais suscetível a invasões.

Blindagem

Você pode contratar um sistema de blindagem para proteger o seu site. Esse serviço inclui uma busca constante por vulnerabilidades. O sistema procura falhas, como erros de codificação e softwares desatualizados, que podem ocasionar problemas como invasão e roubo de dados, por exemplo.

Cadeado fechando um portão de ferro.
Contratar um sistema de blindagem de sites pode ser uma boa solução.

Dessa forma, o e-commerce fica muito mais protegido. O sistema de blindagem identifica vulnerabilidades e as comunica imediatamente para os gestores, que podem tomar atitudes com base nos relatórios enviados. Assim, o número de fraudes cai significativamente.

Sem fraudes nos pagamentos

Nunca armazene os dados dos pagamentos dos seus clientes. Ou seja, o número do cartão de crédito e outras informações confidenciais. Isso pode ser um problemão.

O ideal, sobretudo para pequenas e médias empresas, é que você contrate um provedor de portal de pagamentos, como o PayPal e o PagSeguro. Assim, todos os pagamentos são feitos fora do seu site – e essas plataformas contam com todas as certificações necessárias.

Camadas de segurança

É essencial ter camadas de segurança no seu e-commerce. Ou seja, aplicar algumas soluções e softwares para evitar que o site seja invadido. Uma das mais conhecidas é o firewall, um sistema que isola os dispositivos com o intuito de protegê-los de ataques.

dois bonecos simulando um roubo e uma prisão.
Aposte em camadas de segurança para evitar fraudes.

Assim, por mais que terceiros estejam tentando acessar as informações dos clientes por meio de seus celulares ou computadores, logo serão impedidos.

E aí, quais itens acima você adota na sua empresa? É essencial segui-los para garantir que os dados estejam a salvo – e bem longe das temidas fraudes. Além disso, ser considerada uma loja virtual segura é muito importante para a imagem da sua empresa. Por isso, é imprescindível conhecer e colocar em prática todas essas tecnologias e soluções.

Aliás, já que estamos falando sobre o tema, uma outra dica interessante é você sabe mais sobre como proteger os dados dos pagamentos dos seus clientes. Além disso, aproveite para ler o artigo que fizemos sobre os principais riscos para a segurança cibernética e o que é possível fazer para evitá-los.

Esperamos que tenha aproveitado os conteúdos e até a próxima leitura aqui no blog Vivo Empresas!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio