Estratégia multicanal: saiba o que é e como montar uma infalível para a sua loja virtual

Estar em diferentes plataformas é essencial para o seu negócio. Te mostramos aqui como criar e colocar em prática uma estratégia multicanal de sucesso!

27/12/2019 às 9:00

Já ouviu falar em estratégia multicanal? Vamos abordar exatamente esse assunto neste artigo. Detalharemos o conceito e também como você pode construir uma que seja eficiente para o seu negócio.

É caro criar uma estratégia multicanal? Por que eu devo ter uma? Como começar? Se essas perguntas não saem da sua cabeça, você está no lugar certo. Aliás, já adiantamos uma coisa: é essencial que a sua empresa marque presença em mais de um canal ou plataforma.

Multicanal: celular com os ícones das redes sociais.
É essencial estar em diferentes canais para garantir uma divulgação maior e mais efetiva dos seus produtos.

Isso porque o perfil do consumidor está cada vez mais ativo. Ou seja, ele percorre um caminho totalmente diferente do que no passado para realizar uma compra. É comum, por exemplo, ele ver o preço em lojas virtuais e depois ir em estabelecimentos físicos para comparar. Também pode fazer, inclusive, consultas nas redes sociais para ver o histórico de comentários e reclamações.

Por isso, é essencial estar presente e seguir a mesma linguagem em todas as plataformas. E só uma estratégia multicanal dá conta desse recado.

Vantagens de uma estratégia multicanal

A principal vantagem é atender às expectativas dos clientes. Isso porque eles estão em diversas plataformas — e esperam que a sua marca faça o mesmo. Então, não decepcioná-lo é essencial. Além disso, ter um site e perfis bem estruturados nas redes sociais contribui positivamente para a credibilidade da empresa.

Pense bem: você procura por uma empresa na internet e não encontra um site oficial, apenas um perfil no Facebook. Ao entrar na página, logo vê que a última publicação foi feita em 2017. A reação normal é duvidar da credibilidade daquela companhia.

Mulher segurando uma hashtag de papel.
Estar em diferentes canais contribui para a credibilidade da empresa.

Outra vantagem da estratégia multicanal é se mostrar acessível para os seus clientes, o que contribui para um bom relacionamento. Ou seja, você está sempre ali para atendê-lo e, assim, pode solucionar os problemas mais rapidamente.

E sabe o que muda também? O volume de vendas. Se há mais possibilidade do cliente comprar (ou então de conhecer os seus produtos) certamente isso influenciará as vendas.

Mas como criar uma?

Primeiro você deve elencar, com base no perfil, em quais plataformas o seu público está. Você deve marcar presença exatamente nelas. Fique de olho também em pesquisas de mercado sobre o uso de internet e redes sociais no Brasil, por exemplo.

O relatório Digital in 2019, fruto de uma parceria da We Are Social com o Hootsuite, mostra que a rede social mais consumida pelo brasileiro é o YouTube. Então, é uma boa olhar com atenção para a plataforma e ver o que você pode fazer nela para promover os seus produtos.

Vamos a um exemplo prático: você detecta, a partir do retorno que tem recebido no Facebook e no Instagram, que as pessoas estão com dúvidas sobre determinadas funcionalidades de um produto seu. Uma boa estratégia é criar um vídeo explicando como funciona e, então, enviar por e-mail para o seu mailing. Reparou quantas plataformas estão envolvidas aqui? Facebook, e-mail marketing e YouTube.

Computador com o YouTube aberto na tela.
O YouTube é uma das redes sociais mais usadas pelos brasileiros.

Para criar estratégias mais assertivas, é essencial saber também se o seu público interage mais no Instagram do que no Facebook. Assim, você consegue criar uma estratégia mais efetiva. Ou seja, usa os canais nos quais o cliente já está. Para isso, mais uma vez, analise o comportamento dos seus clientes atuais e dos que têm potencial para comprar com você.

Saiba como oferecer uma ótima experiência de compra para os clientes!

Lembre-se que, além das redes sociais, há também o e-mail marketing, que tem sido um elemento importante das estratégias multicanal (aproveite para saber mais sobre o tema aqui).

A partir disso, anote a lista das plataformas mais comuns e recomendadas em uma estratégia multicanal:

  • Site de vendas
  • Redes sociais
  • E-mail marketing
  • WhatsApp
  • SMS
  • Notificações

Integração e conteúdo

Depois de definir os canais da sua estratégia multicanal, é essencial pensar em uma forma de integrá-los. Afinal, não adianta fazer o mesmo conteúdo em todas. É importante que um complemente o outro.

Um exemplo prático: você pode ter um blog para falar de assuntos ligados ao universo da sua empresa. Para divulgar esses textos, então, decide usar o Whatsapp e o SMS. Assim, dispara o link dos conteúdos para mais pessoas e a partir de ferramentas mais ágeis.

Uma estratégia multicanal deve ser criada com base no estudo do público e do mercado.

Outro ponto de atenção aqui é em relação à qualidade do conteúdo. É preciso ter fotos e vídeos “vendedores”. Ou seja, que mostram toda a qualidade e os benefícios dos seus itens. Também é importante que a parte estética esteja alinhada à identidade visual da marca para, assim, mostrar a consistência da sua comunicação.

Plataformas de venda

Escolher as plataformas de conteúdo é essencial. No entanto, uma estratégia multicanal também engloba os canais de venda. Você deve estabelecer as plataformas que disponibilizarão os seus produtos ao público. Inclusive, essa tarefa também deve ser feita com base na análise de comportamento do seu público.

Há algumas possibilidades atualmente:

  • E-commerce: é o modelo tradicional de loja online. Os seus produtos ficam disponíveis em um site, que pode ser consultado via computador, celular ou qualquer outro dispositivo.
  • E-marketplace: você pode disponibilizar os seus produtos em lojas virtuais que fazem vendas de terceiros, como Mercado Livre e Submarino. É preciso levar em conta que esse tipo de empresa cobra uma taxa sobre os itens que são vendidos. No entanto, pode ser uma boa estratégia para amplificar a sua marca, uma vez que são plataformas consolidadas.
  • Facebook: você pode ter uma loja dentro da rede social. É o chamado F-commerce. É possível criar uma loja própria dentro da plataforma.
  • M-commerce: são lojas virtuais em formato de aplicativo. Todo o processo de compra acontece na plataforma.

Exemplo de uma estratégia multicanal

Depois de quase 50 anos de vendas por revistas, a Natura criou um e-commerce dos seus produtos, em 2012, o que reforça aquilo que falamos aqui sobre a importância de estar em diferentes canais.

A marca ainda foi além por detectar que seus consumidores gostavam da experiência física, sobretudo dos testes sensoriais dos produtos. A partir disso, abriu lojas físicas em todo o Brasil.

Mulher fazendo compras online com um cartão de crédito nas mãos.
É totalmente possível planejar uma estratégia multicanal, independentemente do porte da companhia.

A estratégia, então, foi transformada em multicanal e permite ao cliente ter uma experiência imersiva na linha de produtos da marca a partir dos canais que ele desejava. Assim, a companhia conseguiu ampliar as vendas, direcionar melhor as promoções para cada público e amplificar tudo isso com o apoio das redes sociais.

Você deve estar pensando que a Natura é uma empresa enorme e que não é tão simples fazer isso. Mas considere a sua realidade. É totalmente viável transformar a sua estratégia em multicanal e, dessa forma, ampliar o alcance e as vendas.

E aí, o que achou das dicas? Com certeza essas sugestões integram a base que você precisa ter para desenvolver e colocar a sua estratégia multicanal em prática.

Aliás, já que estamos falando sobre o tema, te convidamos a conhecer o que é a estratégia ominichannel. E antes mesmo de você ficar com dúvida sobre qual é a diferença entre as duas, leia aqui uma reportagem que traz justamente esse conteúdo.

No mais, agradecemos a companhia em mais um artigo e nos vemos nos próximos!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
GestãoMarketingvendas
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio