Entenda o que é sitemap e como utilizá-lo a favor da sua empresa

Você já pensou no uso do sitemap? Acredite, ele é muito útil. A seguir, falamos sobre o assunto, mostrando como usar o sitemap a favor da sua empresa.

30/11/2018 às 10:35

Considerada uma importante ferramenta para alavancar o posicionamento de um site nos buscadores, o sitemap é tendência no marketing digital. A seguir, você vai entender o que é sitemap e como se beneficiar dele para impulsionar o SEO da sua empresa. Boa leitura!

O que é sitemap

Para esclarecer o que é sitemap, o primeiro passo é entender como funcionam as pesquisas em motores de busca. Quando alguém digita um termo no Google, por exemplo, o buscador escaneia a web em busca dos sites mais relevantes para a palavra-chave pesquisada.

O que é sitemap?

Sitemap facilita a indexação da página pelos motores de busca, como Google, Bing, Yahoo e Ask.

A esse processe é dado o nome de rastreamento ou indexação. É nesse momento que o algoritmo do Google cruza informações e persegue links para chegar ao resultado mais relevante para o usuário.

Desse modo, há uma série de critérios para definir o posicionamento das páginas. O Google tende a penalizar ou diminuir o page rank de sites com denúncias de spam, textos ou links ocultos ou conteúdo repetido. Essas práticas são conhecidas como Black Hat SEO. Toda essa análise acontece em uma fração de segundo.

Como explica Mauro Lopes, da Bizoo, plataforma para comparar preços, o sitemap facilita a indexação do site. “Sitemap é um arquivo que relaciona todas os endereços da internet que um site oferece: é o mapa de navegação”, elucida.

Desse modo, a ferramenta permite que o Google leia a sua página com mais eficiência. Além disso, garante a indexação de todas as URLs relevantes e do conteúdo que deve ser analisado pelo buscador.

Será que você realmente precisa de um sitemap para a sua empresa?

De acordo com a página de suporte do Google, embora o recurso facilite a indexação, o buscador costuma ser capaz de indexar todas as URLs sem a ajuda do mecanismo. Desse modo, a recomendação é de que você fique atento ao recurso nos seguintes casos:

– O site é muito extenso: nesse caso, os motores de busca podem ter dificuldade para ler todas as páginas

– O site tem boa parte do conteúdo isolado: se as páginas não possuem referências entre si, é recomendável criar um sitemap para garantir que elas não sejam ignoradas pelo buscador

– O site possui poucos links externos: os links facilitam a indexação; sem eles, fica mais difícil descobrir o conteúdo das páginas.

Como criar um sitemap

Você não precisa ser um programador para criar um sitemap. No entanto, talvez você passe um pouco de trabalho para chegar ao melhor resultado. Desse modo, existem dois formatos básicos para criar esse documento:

TXT

Trata-se de um arquivo de texto com a extensão .txt. Nele, serão listadas todas as URLs que o buscador deve levar em consideração no momento de fazer a indexação.

XML

É o formato padrão e mais utilizado para os sitemaps. A vantagem do XML em relação ao TXT é a poder informar detalhes como a hierarquia entre as páginas e a última data de modificação. Se você não sabe como criar um arquivo de XML manualmente, há alternativas. Uma delas é recorrer a ferramentas que facilitem o processo, como o XML-Sitemaps.com.

Enviando o sitemap para os buscadores

Depois de criar o sitemap, você deve acessar o Google Search Console, no caso do Google, e encaminhar o arquivo para o buscador. Para isso, é preciso reconhecer a propriedade do domínio do site e adicionar o documento no formulário.

Ao fazer isso, é possível descobrir quais URLs foram indexadas entre as que foram enviadas. Dessa maneira, você consegue identificar problemas ou gargalos de indexação em seu site. Desse modo, aprimorando a programação e o SEO.

Por fim, vale lembrar que, se o assunto é confuso para você, talvez valha a pena recorrer a um profissional especializado em SEO. Dessa forma, você economiza tempo e coloca o assunto nas mãos de alguém experiente, o que tende a melhorar os resultados. Muitas vezes, o investimento compensa no médio e longo prazo.

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
InternetNegócios
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio