Controle financeiro empresarial: 5 dicas para sair das dívidas

Sua empresa está inadimplente? Veja aqui cinco dicas para garantir o controle financeiro empresarial e afastar de vez as dívidas que rondam o seu negócio.

22/11/2019 às 9:00

Veja aqui neste artigo como fazer um controle financeiro empresarial melhor e, assim, afastar a sua empresa de vez das dívidas. Daremos cinco dicas importantes ao longo do texto, que você pode começar a colocar em prática agora mesmo!

De acordo com um levantamento feito pelo Serasa Experian, a inadimplência de pequenas e médias empresas cresceu 6,1% se compararmos o mês de maio de 2019 ao mesmo período de 2018. A maior alta foi registrada no setor de serviços: 10,5%.

O número de empresas endividadas ou negativadas também cresceu na indústria (2,4%) e no comércio (2,2%). Cenário econômico, estratégias erradas, golpes… Em suma, tudo isso pode fazer com que a sua empresa seja inadimplente.

controle financeiro empresarial: mulher nervosa, com as mãos na cabeça
Não se desespere: te mostramos como fazer para sair das dívidas.

No entanto, quem faz um controle financeiro empresarial bastante rígido tem menores chances de fazer parte dessa lista. Quem já está nela, por sua vez, deve tomar medidas urgente para conter o problema. É exatamente sobre isso que te contamos a seguir. Então, vamos lá?

5. Identifique o que está motivando a inadimplência

Você deve chegar na raiz do problema. Não adianta ficar “tapando o sol com a peneira”, como diz o ditado. É fundamental convocar a equipe financeira para detectar o que está motivando todas essas dívidas.

Só será possível corrigir essa falha se você chegar exatamente ao ponto que as desencadeia. Então, separe uma semana (ou o tempo que for preciso) para fazer uma verdadeira auditoria. Análise notas, documentos, estratégias, decisões. Ou seja, tudo é importante para encontra a raiz do problema.

4. Ter um fluxo de caixa é essencial

O Sebrae define fluxo de caixa como o “registro da movimentação de entrada e saída de recursos da sua empresa”. Ou seja, você deve implementá-lo para saber onde o seu dinheiro está indo e por meio de quais caminhos está entrando.

controle financeiro empresarial: pilha de moedas e um relógio atrás
Crie um fluxo de caixa para entender de onde vem e como o dinheiro entra.

É um controle que vai ajudar – e muito – a organizar as finanças do seu negócio. E esse registro vai te auxiliar também a detectar as fraquezas financeiras da empresa. Ou seja, se você consegue avaliar se o dinheiro que entra é menor do que aquele que sai. Isso é um problema que precisa ser contornado.

3. Renegocie as dívidas

Se você deixar as suas dívidas em aberto, os juros só tendem a crescer. Então, assuma que deve resolver essa problema imediatamente. Mas como, se a empresa e está no vermelho? Você pode recorrer às renegociações.

Veja como evitar a inadimplência!

Muitas instituições aceitam renegociar a dívida. E na maioria das vezes o valor acordado sai muito mais em conta. Então, em vez de pagar cada vez mais juros, encare o problema de frente e negocie. Portanto, isso te dará um maior controle financeiro empresarial.

2. Planeje-se para ter controle financeiro empresarial

Você deve seguir o planejamento financeiro feito no início das atividades da empresa. Caso não tenha um, é essencial fazer um plano emergencial. Tudo deve estar contemplado nesse documento – os investimentos, as retiradas, a compra de materiais, as contratações e por aí vai. Todos os gastos precisam estar especificados ali.

Assim, você poderá acompanhar melhor a evolução da saúde financeira empresa – e adotar outras medidas mais severas, se for preciso.

Um homem apontando para o computador e uma mulher ao lado olhando as informações na tela.
Faça um planejamento financeiro emergencial e depois o atualize sempre que necessário.

Caso você sinta a necessidade de alterar algo no meio do caminho, reúna-se com os especialistas da sua empresa e debata. Depois, atualize o planejamento e o siga sempre. Nada de começar o trabalho e depois esquecer que ele existe.

1. Cobranças

Aliás, o sistema de cobranças da sua empresa deve ser eficiente. Afinal, se alguma cliente não pagar na data certa e você não perceber é prejuízo na certa. Por isso, implemente um esquema de trabalho que realmente funcione.

Mesa com calculadora, furador,  caneta e computador.
Capacite a sua equipe para garantir que o sistema de cobrança adotado seja eficiente.

Portanto, é importante capacitar a equipe, propor um fluxo de trabalho organizado, documentar todas as ações e, assim, fazer a área funcionar. Além disso, também existem diferentes softwares que fazem essa gestão. Ou seja, você insere todos os dados dos clientes e consegue ter uma visão mais geral de todas as movimentações.

E aí, o que achou das dicas sobre controle financeiro empresarial? É fundamental implementá-las agora mesmo para fazer a sua empresa sair totalmente das dívidas. Em suma, são atitudes que devem ser incorporadas ao dia a dia, não importa o tamanho nem a área de atuação do seu negócio.

Aliás, para complementar essa leitura, aproveite para ler a reportagem com dicas para deixar as contas em dia. Além disso, veja também quais são os principais erros cometidos em relação ao controle financeiro. E, como sempre, continue conosco para ter acesso a mais conteúdos relevantes para a sua empresa!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio