Veja como configurar o roteador da sua empresa

Ensinamos a configurar o roteador de um jeito simples e bastante prático. Acesse para saber como funciona e coloque os passos em prática!

10/07/2019 às 9:00

Internet sem fio: da comodidade à competitividade. Mais que simplicidade, a conexão wireless traz inúmeros benefícios aos negócios. Por isso, veja neste artigo como configurar um roteador sem fio e quais são os melhores comandos para fazer o equipamento funcionar de acordo com as necessidades da sua empresa.

Independentemente da área ou do tamanho da empresa, a internet é um recurso de primeira necessidade. Além das demandas de processos internos, como emissão de notas e registros, o relacionamento com fornecedores e clientes também depende dela. Por isso, garantir uma boa qualidade de conexão é essencial.

O roteador, por sua vez, é uma das peças centrais dessa história. Ou seja, o equipamento garante a distribuição de sinal para todos os dispositivos da empresa. Portanto, daí a importância de saber configurá-lo corretamente, o que fará toda a diferença no dia a dia.

Configurar toteador: detalha das mãos de um homem digitando em seu celular.
Configurar o roteador adequadamente é essencial para garantir conexão a todos os dispositivos móveis da empresa.

Para se ter ideia, por exemplo, uma configuração feita de maneira errada pode deixar a velocidade mais lenta. Aliás, é capaz de você nem se dar conta que o problema está aí. Por isso, te mostramos como resolvê-lo de uma vez por todas! Então, vamos lá?

Em busca de uma boa conexão

Antes de irmos à parte prática, é essencial ter a certeza de que a internet contratada possui a qualidade que a sua empresa precisa. Por isso, procure por um plano com velocidade adequada, capaz de atender ao número de dispositivos conectados à rede.

O serviço também deve possuir uma boa infraestrutura e um apoio técnico sempre presente. Ou seja, tanto os equipamentos (modem, cabos e roteador) quanto a manutenção da rede também precisam de atenção. Isso porque, como comentamos, configurações realizadas de maneira errada, sobretudo no roteador, podem ser a causa de muitos problemas.

Saiba como fortalecer a sua presença na internet!

Ou seja, a instalação do equipamento pode até parecer complexa. No entanto, não há mistério para realizá-la. Vamos juntos?

Veja como funciona a configuração do roteador wireless

O roteador wireless é o dispositivo responsável por transformar o sinal recebido pelo modem, conectado ao cabo da operadora, em uma rede de conexão sem fio. Sem ele, o acesso à internet só é possível ligando o computador ao modem pelo cabo de rede, o que limita o número de acesso e a mobilidade do usuário.

Modelos de roteadores que vêm acompanhados de um CD de instalação possuem um método autoexplicativo. Nesses casos, após conectar o aparelho ao computador, basta colocar a mídia para rodar. As etapas são executadas automaticamente.

Os seguintes passos podem ser aplicados com pequenas diferenças de nomenclatura e localização das opções, aos modelos sem CD, em que a interação com o usuário é mais ativa. Em suma, a sequência e a lógica são bastante semelhantes entre os modelos mais populares comercializados no Brasil.

Então, escolhemos o modelo TP-LINK para ilustrar o nosso tutorial sobre como configurar um roteador wireless.

Passo 1: ligue e conecte

Primeiramente, com o desktop ou notebook ligado, conecte o cabo de rede, que acompanha o aparelho, ao roteador (também ligado).

Mãos conectando um cabo no roteador wireless.
Conecte o cabo de rede em seu roteador wireless.

Passo 2: abra o navegador e insira o endereço do roteador

Abra o seu navegador e, na barra, digite o endereço do roteador. Trata-se de uma sequência de oito números que estão localizados na caixa ou no aparelho. Aliás, para o modelo de demonstração, o padrão do fabricante é o 192.168.1.1.

Print da tela de configuração do roteador wireless.
Digite o endereço para começar o processo.

Ao conectar o roteador, uma janela com a numeração do endereço pode aparecer. Portanto, nesse caso, você não precisa abrir a aba no navegador. Isso porque o processo irá seguir normalmente.

Passo 3: insira login e senha

Quando o direcionamento ao endereço for concluído, uma janela de configuração levará você ao painel de administração do aparelho. Informe o login e a senha que vieram junto com ele (na embalagem ou no manual).

Como padrão, muitos fabricantes utilizam “Admin” como login e senha. Inclusive, caso você tenha dificuldades em encontrar essas informações, tente repeti-lo nos dois campos.

Print da tela sobre como configurar roteador wireless.
Coloque o login e a senha nos campos indicados.

Passo 4: indique o provedor e o tipo de conexão

Um painel administrativo irá abrir com opções dos tipos de conexão. Assim, inclua o nome do provedor e escolha a forma de conexão (escolha sempre a opção “Automática”). Ou seja, se preferir, selecione “Identificar automaticamente”.

Print da tela sobre como conectar o roteador wireless.
Escolha a forma de conexão.

Passo 5: habilite a conexão wireless no painel

Após essa etapa, o painel com a opção “habilitar internet sem fio” (enable wireless, em inglês) deve aparecer. Dessa forma, selecione o campo e habilite.

Print da tela sobre como configurar roteador wireless.
Ative a habilitação para prosseguir.

Passo 6: escolha o nome e a senha da rede

O próximo passo é iniciar a configuração da rede em que serão definidos nome e senha. Apesar de o painel ser diferente em cada fabricante, as opções são similares. Assim, em nosso modelo, as opções estão na mesma tela de habilitação wireless, nos campos “SSID” e “Senha PSK”.

Identifique o nome da rede e inclua a senha.

Aliás, caso o painel do seu modelo seja diferente, basta procurar pelas opções da rede. Então, selecione a conexão wireless para configurar nome e senha.

Passo 7: escolha o tipo de segurança

Depois de criar nome e senha para a rede, confira as opções de recursos relacionados ao protocolo de segurança. Entretanto, os mais comuns são o WEP, WAP e WAP2.

WEP (Wired Equivalent Privacy) é um algoritmo de segurança criado em 1999. Trata-se de um dos primeiros a se tornar popular. Por isso, também é considerado o mais sujeito a falhas e quebras de segurança.

Já o WAP (Wi-Fi Protected Access) tem encriptação de 256 bits (superior e consideravelmente mais seguro que o WEP, de 128). No entanto, com os avanços dos sistemas e suas raízes vulneráveis, baseadas no WEP, também é tido como pouco recomendado.

Aliás, o WAP2, lançado em 2006, é o atual sistema padrão e o mais seguro. O motivo? Os sistemas de criptografia foram otimizados.

Escolha o sistema de segurança do seu roteador wireless.

Passo 8: conecte o Modem e selecione o DHCP

Depois de tomadas as precauções de segurança, é hora de conectar o modem ao roteador e concluir as configurações. Em alguns modelos, antes de finalizar, pode ser solicitado o nome do provedor utilizado. Em suma, caso isso aconteça, repita os passos indicados na primeira etapa.

Portanto, na sequência, selecione o DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol). A função irá atribuir automaticamente endereços de IP dos dispositivos que se conectarem à rede, por medidas de segurança.

Print da tela com o passo a passo sobre como configurar um roteador wireless.
Finalize o procedimento escolhendo quem poderá se conectar à sua rede.

Conexão wireless ativa: aproveite!

Em suma, com a internet wireless instalada, é hora de usufruir de uma conexão sem limites físicos. Até mesmo os clientes da sua empresa podem se beneficiar, com facilidades de uma rede aberta. Além do acesso por diferentes dispositivos, como notebooks, tablets e smartphones, novos serviços e comodidades podem ser oferecidos. Ou seja, as possibilidades são imensas.  

Na Vivo Empresas, por exemplo, você conta com a instalação grátis do modem e a facilidade do app Vivo Smart Wi-Fi. Com ele, é possível gerenciar a velocidade e os bloqueios de acesso à rede. Além disso, cria uma rede de convidados com nomes e senhas personalizados. Então, conheça e assine.

E aí, gostou do artigo? Aliás, é possível corrigir falhas na sua internet com atitudes simples e bastante eficientes. Configurar o roteador wireless corretamente é uma delas. Inclusive, já que estamos falando sobre qualidade de internet, saiba também qual é a importância de escolher o domínio adequado para o seu site.

Além disso, veja quais são os serviços mais inovadores prestados por startups brasileiras! Aliás, continue conosco para ter acesso a mais conteúdo como esses!

Gostou da notícia?

Veja mais sobre
InternetRedeTecnologiaWi-Fi
campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio