Saiba como gerar um boleto bancário

Disponibilizar a opção de pagar produtos e serviços por meio de um boleto bancário é fundamental. Descubra como emiti-los!

24/04/2019 às 9:00

Gerar boletos bancários é imprescindível para qualquer empresa. Além de ser uma opção prática, amplia as possibilidades de compra. Para isso, trazemos aqui um guia prático sobre como gerar um boleto e de quais formas é possível usar o método a favor da sua companhia.

Todo mundo adora fazer compras, mas se existe uma coisa que os consumidores gostam mesmo é ter várias opções na hora de pagar. Aliás, quanto mais, melhor. Os boletos, por exemplo,ainda são usados com regularidade mundo afora.

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa norte-americana Atlas Ecommerce, duas em cada dez compras online são pagas via boleto. Por isso, é importante não deixar de considerar este meio de pagamento. Aliás, gerar boletos é mais simples do que você pode imaginar.

Boleto nunca sai de moda

De acordo com o Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca de 55% da população brasileira ainda não tem uma conta bancária, sendo o boleto uma maneira de viabilizar o pagamento de compras online.

Saiba como gerar boleto e aproveite as vantagens de oferecer esse tipo de pagamento.

Segundo a Atlas Ecommerce, duas em cada dez compras online são pagas via boleto.

Inclusive, já imaginou o prejuízo que pode acontecer por não disponibilizar essa opção? Mesmo em 2019, ainda há clientes que preferem não pagar com cartão de crédito. Ou mesmo aqueles que optam pelo pagamento à vista, evitando parcelas.

Então, garantir diversas formas de pagamento ajuda a alavancar as vendas. Além disso, com os boletos fica muito mais fácil acompanhar os títulos a receber. Ainda é possível fazer o envio deles via internet, facilitando a vida, sobretudo, de pequenos negócios.

Outra vantagem bastante importante: a economia. As taxas de emissão dos boletos costumam ser bem inferiores do que as dos cartões de crédito. Sendo assim, ainda será uma boa alternativa para poupar!

Gerar boleto: como funciona

Qualquer pessoa pode emitir um boleto, sabia? Para isso não é necessário ter um CNPJ. Basta possuir uma conta-corrente em um banco. Inclusive, é sempre importante lembrar que cada instituição possui regras próprias para oferecer essa opção ao cliente.

Então, o melhor a se fazer é conversar com seu gerente, entender as especificações e pedir para ele habilitar a carteira de cobrança bancária. Em seguida, você poderá começar a gerar o boleto. Ainda não tem conta? Basta ir até uma agência ou até mesmo solicitar a abertura por meio do aplicativo do banco escolhido. 

O próximo passo é emitir!

Depois de ter a opção habilitada, basta emitir o boleto. Desde o final de 2018, todos devem ser registrados em um canal desenvolvido pela Federação Brasileira de Bancos, a Febraban. Trata-se da Nova Plataforma de Cobrança. O papel do empresário aqui é apenas informar todos os dados do boleto ao seu banco. É a instituição financeira quem fará o cadastro na plataforma.

Antes dessa medida, havia a opção de criar boletos sem registros, no qual o banco só sabia da existência dele na hora do pagamento. Isso causava fraudes, o que fez a Febraban rever o sistema, já em funcionamento no Brasil.

Para emitir um boleto não é preciso ter CNPJ, basta ter uma conta-corrente em um banco.

Para emitir um boleto não é preciso ter CNPJ, basta ter uma conta-corrente em um banco.

Categorias de boletos

Há algumas categorias de boletos. Uma delas é composta pelos “avulsos”, que representam a maioria. São aqueles de pagamento único. Exemplo: o método de pagamento de um sapato que está à venda no e-commerce. O cliente compra algo, faz o download do documento e paga em seguida.

Há também o “carnê”, quando todas as parcelas são geradas de uma só vez. Tal opção não tem a participação do banco e geralmente é paga direto na loja em que o consumidor adquiriu o produto.

Como gerar o boleto

Bom, agora que você já entendeu que qualquer um pode emitir um boleto e descobriu quais são os tipos e as categorias que existem, chegamos à parte final. É o momento de aprender a gerá-los. Inclusive, trata-se de um procedimento bastante simples.

Algumas instituições bancárias oferecem essa opção direto nas suas plataformas ou aplicativos. Basta acessá-las e seguir o passo a passo indicado (pois o procedimento pode mudar de acordo com o banco).

No entanto, também há programas que facilitam esse processo. É possível integrar também um software específico para esse fim aos programas de gestão que são usados na sua empresa, como o ERP (sigla em inglês de Enterprise Resource Planning ou planejamento de recursos empresariais, em português). Assim, você tem um controle maior dos boletos emitidos e consegue atualizar, ainda na plataforma, quais estão pendentes ou pagos.

No Brasil há três categorias de boleto.
No Brasil, há três categorias de boletos.

Ferramentas

Algumas opções disponíveis atualmente são o GestãoClick, que tem uma versão gratuita de testes, e o Boleto Cloud, que é totalmente gratuita.

Agora, basta escolher qual a mais alinhada com o seu perfil ou então utilizar as ferramentas oferecidas pelo próprio banco.

Em seguida, é só gerar o boleto e enviar pro seu cliente. Assim, ele fará o pagamento e pronto: negócio concluído. Tudo muito rápido e fácil. Aliás, aproveite essas dicas para aumentar os seus negócios! Boas vendas!

Antes de ir embora, no entanto, veja duas reportagens que fizemos sobre o tema. Uma é sobre pagamentos pela internet e a outra bastante voltada para e-commerces. No mais, continue conosco por aqui para mais conteúdos que aliam tecnologia e aumento das vendas!

Gostou da notícia?

campo obrigátório

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio